Não force a porta, aprenda a abri-la

aprendendo-abrindo-a-porta

E nessa minha busca de me tornar um ser humano melhor, uma inquietude interna me leva a buscar caminhos do autoconhecimento para tranqüilizar minha alma e criar um significado maior na minha existência. Acredito que nossa missão é aprender, evoluir e compartilhar com o próximo e com o todo.

Tenho encontrado várias ferramentas inovadoras nessa minha busca evolutiva. O que me fascina na vida é ajudar as pessoas a encontrar uma versão melhor de si mesmas. Quando a gente assume as rédeas da vida e passa a conhecer as forças e aceitar as fraquezas que temos, nossas ações se tornam congruentes. É isso que me encoraja e me motiva a acordar toda manhã.

Confesso que já viajei muito pelo mundo inteiro e encontrei lugares lindos e inesquecíveis. Mas as viagens que mais me enriqueceram e fizeram de mim uma pessoa melhor foram às viagens que fiz para dentro de mim mesma. As preciosidades que hoje trago em minha mochila de vida e que me ajudaram e ajudam a tornar mais suave e interessante minha jornada e meus relacionamentos, eu as encontrei nessas viagens para meu mundo interno.

Escolhi algumas ferramentas com o objetivo de contribuir, de ser útil e quem sabe dar a você a oportunidade de também enriquecer sua bagagem de vida e facilitar seu transitar por esse percurso tão rápido chamado vida. Acredito que existe além do tumulto mental, na profundidade de nossa alma, uma voz interior serena e segura e essa voz só se manifesta quando nos permitimos experimentar o silêncio.

Quando eu era criança, na roça do meu pai por muitas vezes eu me sentia presa em um espaço limitado.Quando eu me deparava com uma porta grande e pesada, tão maior do que eu , eu empurrava com toda minha força e não conseguia abrir. Às vezes a porta não se abria porque eu não tinha força e nem sabedoria suficiente para removê-la, mas em muitas das vezes era porque as dobradiças estavam enferrujadas e isso a deixava totalmente travada.

Em alguns momentos papai vendo minha aflição me socorria, com toda tranqüilidade trazendo um vidrinho de óleo nas mãos. Amorosamente ele se aproximava e com algumas poucas gotas, ele colocava nas dobradiças da porta delicadamente. E nesse gesto ele azeitada as dobradiças e a porta cedia gentilmente, silenciosamente se permitindo ser aberta com apenas um leve e suave toque. E assim eu podia abrir a porta e desfrutar de ambientes não antes explorados.

Hoje, fazendo essa analogia, me sinto grata pelas gotinhas de óleo que coletei nos processos e cursos que me permitiram fazer tão ricas viagens internas.
Sinto-me feliz em poder doar um pouco desse óleo para as pessoas e possibilitar a elas poder abrir algumas portas para enxergar um mundo mais humano e feliz. Esse óleo com a essência tem a essência do amor e facilita tudo na vida. Ele azeita portas rígidas de relacionamentos que estão na escuridão e nos permite visitar compartimentos que estavam ácidos, intoxicados de mágoas e ressentimentos. Quanto mais usamos esse óleo do amor, mais vamos encontrando o caminho para permitir que a vida flua com simplicidade e leveza. Muitas vezes não adianta forçar a porta, se irritar e sofrer.

A PNL nos ensina que todos os recursos que precisamos já estão contidos dentro de nós e ao aprender acessá-los, todo um mundo novo é desvendado e um caminho de possibilidades se abre. Nós já somos a Luz que queremos ver no mundo. A psicologia positiva, conhecida como a ciência da felicidade nos sugere algumas atitudes libertadoras. Aprender a fazer no mínimo três momentos de silencio diários, meditando por 20 minutos, exercitando a gratidão, nos permite criar conexão com o Eixo Divino e faz com que as nossas forças internas sejam acionadas com facilidade dando um novo significado ao nosso existir.

Busque a resposta dentro do seu coração!

Ouvir_o_Coracao

Muitas vezes queremos procurar lá fora as respostas para nossa inquietação interna…

Na realidade essa é uma busca em vão, pois as respostas não vêm de fora e sim de dentro. É necessário ter coragem de cessar essa busca inútil e olhar para dentro de nós mesmos, a resposta está dentro.

Ler mais