FELICIDADE É UMA ESCOLHA

o-que-fazpr-uma-crianca-feliz-16

E já faz um tempo que bato nessa tecla, porque eu acredito nisso!  Se não podemos escolher os eventos que nos acontecem, podemos escolher como responder a esses eventos! Se não podemos mudar o outro, podemos escolher mudar o nosso olhar e aprender a aceitar e respeitar o modelo de mundo dele. Não existe felicidade se não houver amor!

O não exercício do amor é uma porta aberta para a solidão.  Essa solidão que muitas vezes nos adoece, torna nosso olhar opaco, sem brilho e se alastra invadindo as células do nosso corpo, roubando nossa alegria de viver! Isso só acontece porque estamos com preguiça de exercitar o amor, o perdão e a aceitação!

Nossa mente anda ocupada demais com inúmeras informações e muitas vezes plugada em tempo integral no mundo digital.

A velocidade em que tudo acontece, a síndrome da urgência, virou pré-requisito para o sucesso e a grande maioria estamos nos deixando conduzir por uma modernidade suicida. Leva-se em conta a necessidade do ego e desconhece a necessidade da alma e os desejos mais puros do coração. Todos temos sede de amor, de reconhecimento e de carinho. Se não nos cuidarmos, uma lacuna vai surgindo no peito, pois somos seres emocionais, espirituais e não podemos viver uma vida de faz de conta. Estamos construindo uma consciência planetária que pode ser de trevas ou luza partir de nosso jeito de pensar, sentir e agir. Aprender a nos perceber. Ter consciência é o primeiro passo, mas não é tudo. É necessário colocar o amor em ação para a gente começar a experimentar a  felicidade. A felicidade está nas pequenas coisas, nos gestos simples de gentileza e respeito a si mesmo e ao próximo. Cultivar atitudes gentis, aprender a tirar o ego do caminho e permitir que o amor venha com tudo, fortalecendo e curando as relações, é uma questão de decisão. Escolha ser feliz no lugar de ter razão. Abra mão da razão e apenas ame e aceite, sem julgar. A causa de todas as dores da alma é a falta de amor. A medida que você se conhece você se valoriza e aprende a se amar. Experimente falar algumas vezes para você mesmo: “Eu me amo e me aceito assim desse jeito que eu sou. Afinal isso é apenas uma ideia que tenho de mim e eu sou maior, muito maior do que essa ideia”. O autoconhecimento nos liberta, nos tira da superfície e desperta nossa forte energia vital, que sempre esteve ali. Esse é caminho para assumirmos as rédeas da vida. Gosto da frase que um dia vi numa traseira de caminhão. “Não sou dono do mundo, mas sou filho do dono!”.  Lembre-se disso e respire olhando para esse mundo que está ai repleto de possibilidades pra você desfrutar. Ah e enquanto isso, perceba e vai modificando seus padrões de pensamentos e sentimentos. Permita que um sentimento de gratidão invada o seu coração. Um coração que transborda  gratidão nos protege de tristeza e depressão. Exercite ser feliz! Ajuste sua postura física, tenha pensamentos saudáveis. Inclua nos seu ritual da manhã uma conexão com você mesmo. Olhe no espelho com um profundo sentimento de respeito por você! Pergunte-se olhando no espelho: “O que eu posso fazer hoje para você ser mais feliz? Sugestões simples irão surgir. Faça de você uma ótima companhia para você mesmo. Assuma a responsabilidade de se fazer feliz. E só assim você poderá entregar uma versão melhor de você para o outro e para o mundo!

Que tal expandir esse sentimento? Pergunte para as pessoas mais próximas: “O que eu posso fazer para contribuir com a sua felicidade?” Aguarde a resposta! Algo surpreendente pode acontecer! Simplesmente porque você está gerando atitudes diferentes! Decida ser feliz sempre que possível. E quando não for possível deixe a tristeza vir, não resista a ela, aprenda com ela, mas não permita que ela faça ninho no seu coração!

Leve uma leve Bagagem

image1

E preparando a mala para passar uns dias com meus amados pais, me lembrei da recente norma que sugere um peso mínimo na bagagem para carregar no vôo. Isso significa acatar a norma ou pagar taxas extras se o peso exceder. Interessante essa nova lei! Confesso que, no início, não gostei muito disso. Mas agora isso me faz pensar no que vale a pena ou não carregar. O que realmente é importante levar na bagagem e o que é peso desnecessário? E na arrumação da mala, vou olhando para cada peça. Faço uma boa checagem, pegando peça por peça e avaliando o grau de importância de cada uma. E me pergunto: “Isso realmente é importante? Vai ser útil? Eu preciso disso? Terei necessidade dessa roupa ou desse acessório?” E vou colocando ou não na mala a partir das respostas que me vem. E assim consigo ajeitar em uma maleta de mão umas poucas peças pra usar no tempo programado para viagem.
Aprender organizar a bagagem para a viagem e para a vida é fundamental! O que estamos carregando na nossa mochila de vida? E fazendo essa analogia, me veio esse trocadilho: “Leve uma bagagem leve”, pois nos aeroportos da vida podemos ter que prestar contas por excesso de peso. E se não cuidarmos, o valor a ser pago pode ser alto.
Eu fico pensando como é importante organizar nossa mochila de vida. Rever se aquilo que carregamos nessa viagem aqui chamada vida é realmente útil ou não! Aprender a carregar apenas o que é necessário, útil e bom! A medida que os anos vão passando a bagagem vai aumentando e as vezes nem percebemos que o peso se torna insuportável. E ficar sentado à beira do caminho, esperando que caminhantes venham nos ajudar, pode ser em vão. Pois cada um está ocupado carregando sua própria mochila.
Aí é importante parar e abrir a bagagem. Olhar cuidadosamente para cada “peça” que ocupa espaço nessa mochila e se perguntar para que isso serve? Isso é útil? E se a resposta for negativa, descarte imediatamente. Descartar dores, ódio, magoa, rancor, medo, ressentimentos e emoções tóxicas. Livrar-se de lembranças pesadas de um passado triste pode aliviar o peso e tornar a caminhada prazerosa. Jogar fora, desapegar, deixar ir embora tudo que não é mais útil na caminhada. Ter coragem de puxar tudo isso para fora da mochila e dar espaço para a alegria, deixar o amor, a gratidão e fé tomar conta de todo o espaço da bagagem de vida. Essa é uma atitude sensata de quem deseja viajar com a máxima comodidade, ter atenção livre para desfrutar do que tem de mais belo na viagem da vida!
Torne a mochila leve e transforme seu caminhar em uma dança, feliz e contagiante. Você veio para desfrutar desse tempo aqui com o coração leve e o olhar apreciativo. Sinta a fonte inesgotável de amor e alegria que existe em você e permita que isso transborde, beneficiando a todos que encontrar no caminho, reascendo a esperança e o encantamento dessa viagem extraordinária chamada vida. E eu vou procurar fazer o mesmo!